Diagnóstico laboratorial microbiológico: Do princípio aos métodos automatizados

DETALHES DO CURSO
Unidade Lagoa e Messejana
Previsão Julho de 2019
Formato Sábados
Professor Bruno Rocha Amando e Cecília Leite Costa.
Carga Horária 40h
Vagas 25
Turma
INSCREVA-SE AGORA!
Conteúdo ProgramáticoCurrículo ResumidoObjetivo /Justificativa

Conteúdo Programático

  • Conceitos básicos de estrutura, fisiologia e genética microbiana
  • Bioética e Biossegurança laboratorial
  • Colheita, Armazenamento e transporte de amostras biológicas
  • Meios de cultura, técnicas de cultivo, colorações e isolamento de micro-organismos
  • Bactérias Gram positivas e Gram negativas de relevância médica
  • Provas bioquímicas e teste de sensibilidade aos antimicrobianos
  • Documentos regulamentadores para prática laboratorial
  • Métodos automatizados para diagnóstico e teste de sensibilidade aos antimicrobianos

Currículo Resumido

Bruno Rocha Amando
Biomédico pela UNINASSAU – Fortaleza. Mestre em Microbiologia Médica pelo Programa de Pós- Graduação em Microbiologia Médica da Universidade Federal do Ceará – UFC. Atualmente, Doutorando do Programa Pós-Graduação em Microbiologia Médica – UFC e professor das especializações de Análises clínicas e gestão laboratorial e de Biotecnologia e biologia molecular da UECE.

Cecília Leita Costa
Bióloga pela Universidade Estadual do Ceará – UECE. Mestre em Microbiologia Médica pelo Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Médica da Universidade Federal do Ceará. Doutorado e Pós- doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Morfofuncionais – UFC. Atualmente, professora de Microbiologia Clínica da UNICHRISTUS.

Objetivo / Justificativa

O correto diagnóstico laboratorial é extremamente necessário para o sucesso terapêutico empregado nos pacientes e também para evitar o uso indiscriminado de antimicrobianos que pode acarretar na emergência de cepas resistentes. Hoje, graças ao advento da tecnologia, contamos com um grande suporte de equipamentos automatizados em laboratórios que auxiliam de forma rápida e precisa o diagnóstico desses patógenos, porém, não podemos deixar de compreender como se dá os mecanismos fisiológicos, bioquímicos e de resistência dos micro-organismos, pois são essas características que nos permitem identificar corretamente as espécies que estão causando os quadros infecciosos. O curso tem por objetivo capacitar estes profissionais/futuros profissionais de forma integrada e multiprofissional, com bases teóricas e vivências práticas, de forma a entender, desde o princípio de cada prova bioquímica utilizada na identificação, aos métodos automatizados mais empregados na rotina laboratorial, bem como os testes de sensibilidade para esses micro-organismos.