Alunos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da UniAteneu participam de Projeto de Supercomputador para Pesquisas Médicas

Iniciativa proposta na disciplina de Sistemas Distribuídos visa envolver os acadêmicos no compartilhamento de processamento computacional.

 

 

Realizar pesquisas científicas e encontrar respostas para possíveis curas de doenças vai além do trabalho realizado em laboratórios. Alguns problemas exigem muitos cálculos que só supercomputadores são capazes de fazer.

E foi pensando nisso que o professor da disciplina de Sistemas Distribuídos, Cassio Pinheiro, propôs aos alunos do 3º semestre do Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas a participarem do Projeto Folding@Home.

A iniciativa, que desenvolve uma rede de compartilhamento, permite que voluntários possam doar parte do poder de processamento de seus computadores para realizar cálculos e simulações relacionados a pesquisas médicas (incluindo o combate à Covid-19). Dessa forma, os alunos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Faculdade UniAteneu Pecém iniciaram as atividades realizando testes e contribuindo com essa rede.

Para o professor Cássio Pinheiro, algumas profissões ganharam evidência nesses tempos desafiadores de pandemia e o profissional de Informática vem demonstrando ser essencial em qualquer ambiente competitivo e inteligente, pela sua interdisciplinariedade com todas as áreas.

Ainda de acordo com ele, a principal motivação da atividade foi mostrar aos estudantes a importância da Bioinformática e dos recursos computacionais no desenvolvimento da ciência. “Tive a ideia de mostrar aos alunos que nosso objeto de estudo está muito próximo da aplicação, fazendo o elo entre teoria e prática. O fato da prática ser sobre um tema tão atual e evidente fez com que a atenção dos nossos alunos fosse potencialmente aumentada. De pronto, aceitaram o desafio de entender o projeto e, consequentemente, doar o processamento”, afirmou.

Atualmente, o projeto Folding@Home conta com mais de 700 mil participantes de todo o mundo e tem poder de processamento maior que os 500 supercomputadores mais poderosos do mundo juntos, tornando-se o com maior.

Publicada em 15/06/2020 às 18h30min